Ratinho Junior, do PSD, é eleito governador do Paraná

Aos 37 anos, ele já foi deputado estadual e federal, secretário estadual de Desenvolvimento Urbano e presidente do Paraná Cidade. O vice é Darci Piana (PSD).


Ratinho Junior, do PSD, foi eleito governador do Paraná neste domingo (7). Até as 19h40, ele tinha 60,05% dos votos, com 99% das urnas apuradas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). O vice é Darci Piana, também do PSD.
O governador eleito afirmou que a vitória foi "uma ruptura política no Brasil".
O candidato nasceu em 19 de abril de 1981, em Jandaia do Sul, no norte do estado. Filho de Carlos Roberto Massa e Solange Martinez Massa, Ratinho Junior tem atualmente 37 anos. É casado desde 2003 com Luciana Saito Massa e tem três filhos: Alana, Yasmin e Carlos Roberto Massa Neto.
Formado em marketing e propaganda, possui pós-graduação em direito de estado e especialização em administração tributária e reforma fiscal e sociedade. O empresário já trabalhou em emissoras de rádio e de TV.
Em 2002, aos 21 anos, foi eleito deputado estadual, cargo que voltou a ocupar após as eleições de 2014, quando teve mais de 300 mil votos.
Ratinho também se candidatou à Prefeitura de Curitiba, em 2012, sendo derrotado por Gustavo Fruet (PDT).
Foi deputado federal por duas legislaturas, de 2007 a 2011, pelo PPS, e de 2011 a 2015, pelo PSC. Ele se licenciou do segundo mandato para assumir o cargo de secretário do Desenvolvimento Urbano do Estado do Paraná. Ratinho também já foi presidente do Paraná Cidade.

Campanha

O candidato fez uma campanha tranquila e não se envolveu em conflitos.
Como ocupou cargos durante os dois mandatos de Beto Richa (PSDB), acabou envolvido em polêmicas com a prisão do ex-governador do Paraná na Operação Rádio Patrulha, do Ministério Público Estadual (MP-PR), em 11 de setembro. Richa ficou preso por quatro dias.
Ratinho não é investigado na operação.
Após o escândalo envolvendo o ex-governador, Ratinho Junior afirmou que a fidelidade que havia jurado a Beto Richa foi abalada e que não repetiria o discurso de fidelidade por existirem “indícios de coisas erradas”.

Fonte: G1.com

DESTAQUE 3049463195155240421

Postar um comentário

emo-but-icon

item
auto